Le Baux de Provence e Valensole

Nosso terceiro dia na Provence foi um pouco mais calmo mas nem por isso menos interessante…Saímos do nosso QG em Aix rumo a Le Baux de Provence, cerca de 90 km de distância.

Construímos nosso roteiro a partir do dia das feiras nos vilarejos como foi recomendado tão bem pelo Jorge do blog Giramundo. Assim como conhecemos Gordes em uma terça-feira, deixamos para conhecer Le Baux em uma quinta-feira.

Realmente nesses dias os vilarejos tem mais vida, mais energia, mais turistas…hehehehe.

Mas tenho que confessar que no quesito feira, eu fico com a de GORDES em primeiro lugar!!! Não sei se foi por ser meu primeiro vilarejo, minha primeira impressão real provençal, sabem?!

Enfim, vamos a Le Baux de Provence, um vilarejo medieval em tons de bege claro com direito a um castelo e suas ruínas. Tenho que dizer que cada vilarejo é unico de todas as formas possíveis, por isso é tão difícil classificá-los ou elegê-los. Fico com todos e com cada sensação única que tive em cada um deles.

Pedras recortadas da fortaleza medieval

A cidade estava bem agitada e a feira não acontece nas ruas com barracas montadas como nos outros vilarejos…a feira acontece dentro dos estabelecimentos…mesmo porque as vielas são bem estreitas e irregulares tendo uma beleza ímpar!  E a tonalidade das pedras que beira um tom bege próximo ao branco é devido a pedra calcária.

Deixe-se levar neste vilarejo medieval que parece ter saído de um conto de fadas...

Fomos conhecendo o vilarejo, com calma, entre as muitas vielas de pedra até que chegamos ao Chateaux des Baux. Sua entrada é magnífica, repleta de bandeiras e ao lado muitas lojinhas exploram o comércio de armaduras e produtos medievais ( muito divertido pra quem já jogou RPG !!!)

Muros do castelo.

Tinha uma fila bem grande e estava muito quente, sendo assim decidimos procurar algum cantinho para saborearmos um bom crepe na sombra. Ficamos ali vendo aquela multidão de turistas indo e vindo…e chegamos a conclusão de que seria muito mas muito mais interessante irmos visitar uma das maiores atrações da Provença: Cathedrale d´Images.

Cathedrale d´Images – é uma antiga e enorme pedreira de pedra calcária e bauxita com aproximadamente 4.000m²  cujas colunas medem até 12 m de altura.  Nas colunas dessa incrível pedreira é onde são projetadas imagens de grandes artistas como Cézanne, Van Gogh e Picasso.

Saindo dos muros do vilarejo de Le Baux só basta seguir as placas indicativas na estradinha que nos levará até a pedreira. Se quiserem dar uma olhada no histórico bem como maiores informações dessa obra fantástica entrem no site:  http://www.cathedrale-images.com

Fachada monumental da pedreira

É uma das melhores atrações pagas da Provence, vale muito muito muito a pena!!!  No ano em que estive por lá, o tema eram as obras de Picasso. Cada apresentação dura em média 30 a 40 minutos e você pode ficar ali o dia todo se quiser. Tenho que confessar que pra satisfazer meu desejo de observação pessoal e fotos, muitas fotos, assisti quase 4 vezes a apresentação de diferentes ângulos. E tudo isso é fantástico: pra apreciar por completo você tem que desbravá-la, percorrê-la…é mágico!!!

Projeção das obras nas imponentes colunas.

Obras em transição tendo como trilha sonora: música clássica!

Seus olhos não se cansam nem por um minuto...

Essa é uma das minhas favoritas...

É emocionante...garanto!!!

Após esse espetáculo de sonhos resolvemos nos despedir de Le Baux de Provence.

Quem vê muita lavanda, quer ver mais, certo?! Pelo menos, pra mim, nunca é demais…Resolvemos dar uma passadinha em Valensole que de acordo com meu guia Top 10 – Provence, era um dos maiores produtores de lavanda. E lá fomos nós, seguindo entre estradinhas vicinais por mais 100 km.

E olha o que encontramos antes de chegar em Valensole…

Campos de girassol na beira da estrada.

E então chegamos ao nosso destino depois de subir muitas montanhas…essa sim parecia uma cidade fantasma…não tinha ninguém nas ruas…avistei uma única lojinha vendendo sabonetes em formato de cigarra e sachês de lavanda…

Acho que os moradores não perdem a novela das 8, talvez…

A única coisa que fizemos por lá foi apreciar a bela vista do vale com as plantações de lavanda…eram todos campos em propriedades privadas, nada na beirinha da estrada, sabe?! Mas valeu pela vista…só pela vista!!!

Vista do vilarejo de Valensole.

No meu guia constava que havia um museu da lavanda na cidade…como estávamos bem cansados ( mas satisfeitos!!!) e ainda teríamos 80 km pela frente até nosso hotel em Aix, resolvemos levantar acampamento!!! Tenho que dizer que na Provença você percorre 80 km em 1 hora ou mais…o encanto está nas estradas secundárias ( mão dupla, caminhões, tratores, etc) . Somente por elas você encontrará campos de lavanda e girassol…

E assim nos despedimos de Valensole juntamente com o pôr do sol…

Fachadas das casas em Valensole com direito a cordões com lavanda e bandeirinhas púrpuras!

 

Anúncios

~ por Adriana em 24/02/2010.

4 Respostas to “Le Baux de Provence e Valensole”

  1. Oi Dri,
    Deixo você escolher a matéria que mais lhe tocou: sobre o que você falaria para um amigo? Qual passeio feito na Provence você recomendaria? Fico esperando a sua sugestao. Beijocas!

  2. Estou gostando do teu relato.
    Estive em algumas cidades da Provence em outubro do ano passado e AMEI! Não vejo a hora de voltar.
    Não fui à Fontaine de Vaucluse, deve ser linda.
    Não dá para ver tudo numa só viagem, mas sempre ficam as cidades favoritas.
    Nós também pernoitamos em Aix mas como eu deixei uma noite sem reserva acabamos dormindo esta noite em St Remy – eu adorei esta cidadezinha – e o nosso hotelzinho era debaixo de figueiras (recomendado pela dona de uma boulangerie da própria cidade).
    Não pegamos as lavandas em flor nem os girassóis, mas em compensação as oliveiras estavam super carregadas.
    Que mês que você foi? junho? Estou querendo muito retornar este ano.

  3. Oi Dri,

    Estou pensando em passar em Le Baux de Provence nas próximas férias e seu relato está muito legal! Já deu para sentir o clima da cidade!
    Uma dúvida. Como é o acesso do estacionamento até a cidade? Ouvi dizer que você tem que parar longe e subir a pé uma ladeira. É isso mesmo?

    Abraços!

    • Olá Alessandro, tudo bem?!
      Desculpe a demora em responder, viu?!
      É verdade sim o que ouviu! Em Le Baux, nós paramos em um estacionamento bem no alto da montanha, então tivemos que descer uma ladeira e depois subir até chegarmos a cidade murada. Mas o percurso é bem rapidinho, tranquilo mesmo!!!
      É uma cidade gracinha que deve ser muito visitada!!! Vc vai adorar!!! Mas ainda acho que os meus vilarejos favoritos ainda são Gordes e Roussilon!!!
      Curta muito essa viagem a essa Provença que é tão mágica e única!!!
      beijinhos,
      Dri.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: